terça-feira, novembro 10
Shadow

Descubra as diferenças entre estágio e trainee!

Embora diversas vezes utilizado como sinônimo existe uma grande diferença entre estágio e trainee. Você sabe dizer quais são elas?

À primeira vista, por terem atribuições um pouco similares esta confusão pode ocorrem com muita frequência. Pois ambos os programas são destinados para jovens em formação ou começo de carreira.

Quando surge uma vaga com alguma das duas funções pode gerar dúvida na cabeça do jovem profissional. Pois afinal, para que tipo de profissional aquela vaga é indicada? Quais experiências e habilidades são necessárias para cada vaga?

De modo geral, o estágio está mais ligado à educação e preparo do estudante para a vida profissional. Enquanto o trainee está mais voltado para o jovem profissional recém-formado ou no fim da formação.

Ambos são excelentes trilhas para o começo de uma carreira brilhante e de sucesso. Contudo há uma enorme diferença entre estágio e trainee, mas vamos contar todas elas neste artigo.

Mas qual a real diferença entre estágio e trainee?

Como foi dito ambas as vagas são para profissionais e estudantes em formação ou início da sua jornada profissional. As maiores diferenças se dão em âmbito de contratação, benefícios e jornada de trabalho.

De qualquer modo, vale ressaltar que a experiência de ambas pode ser enriquecedora e vir a dar frutos grandiosos. Pois as duas funções podem deixar o currículo muito mais atrativo e diferenciado.

Para facilitar a compreensão separamos a diferença entre estágio e trainee, seus respectivos benefícios e desvantagens.

Estágio

  • O estagiário deverá cursar a faculdade;
  • Põe em prática o aprendizado das aulas na rotina de trabalho;
  • Seis horas diárias de trabalho somando trinta horas semanais;
  • Duração de contrato de no máximo dois anos;
  • Pode receber ou não salário;
  • Não tem vínculo empregatício nem benefícios trabalhistas;
  • Grande demanda de vagas disponíveis;
  • Benefícios extras não são obrigatórios;
  • Salários baixos;
  • Profissional experiente indicado para supervisionar e ensinar o estagiário;
  • Possibilidade de efetivação no emprego;
  • Funções que não demandam grande conhecimento prévio;
  • Possibilidade de vivenciar a profissão escolhida.

Trainee

  • O estudante deve ser recém-formado ou estar no último ano de curso;
  • Jornada de trabalho regular de oito horas diárias;
  • Duração de programa de trainee definido pela empresa;
  • Obrigatoriamente remunerado;
  • Benefícios trabalhistas garantidos;
  • Poucas vagas disponíveis no mercado;
  • Salário geralmente maior que ofertado no estágio;
  • Possibilidade de conhecer mais de uma função na empresa;
  • Programa geralmente voltado a formação de futuros líderes;
  • Plano de carreira criado pela empresa.

Em suma é possível perceber a gigantesca diferença entre estágio e trainee sabendo o que compete a cada função. Em cada uma das jornadas a escolher sempre haverá prós e contras. O importante é tentar sempre absorver o melhor de cada uma das experiências.

Acima de tudo, o esforço e a dedicação poderão fazer com que o estudante se torne um profissional capacitado. Por isso independente de qual função iniciar a sua carreira, dedicar-se ao máximo é o segredo.

Já exerceu alguma das duas funções? Conta pra gente nos comentários! Compartilhe esse artigo nas duas redes sociais com seus colegas para que eles saibam escolher suas vagas de trabalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *