terça-feira, novembro 10
Shadow

Sem Experiência Profissional? Saiba o que colocar no currículo!

Pessoas que estão começando sua carreira, na sua grande maioria, estão sem experiência profissional para acrescentar em seu currículo.

Mas isso não é necessariamente um impeditivo para criar um currículo atrativo e que chama atenção dos recrutadores durante o processo de seleção.

Mesmo sem experiência profissional é possível se destacar diante os outros candidatos. Não há necessidade de criar medos ou receios na hora de se apresentar ao seu primeiro emprego.

Muitos acreditam que quando não existe a experiência profissional é preciso colocar diversas informações a fim de “encher” o currículo. Contudo, neste artigo vamos esclarecer como montar um currículo de sucesso.

Sem Experiência Profissional? Simplicidade é tudo

Ao primeiro olhar do recrutador seu currículo será como um cartão de visitas. Sua apresentação deverá ser sucinta e sem exageros.

Todas as suas informações deverão estar dispostas de maneira clara e de fácil compreensão, para que o contratante possa compreender tudo facilmente para então analisar se seus atributos são compatíveis com a vaga em questão.

Informações necessárias

Um currículo sem experiência profissional não é pior ou menos interessante do que outro que possua. De acordo com a vaga que está se aplicando, outras qualificações como cursos podem ser mais interessantes que uma experiência profissional.

Além disso, vamos listar a seguir os dados que devem conter em seu currículo:

  1. Dados pessoais: nome completo, idade, estado civil, endereço e meios de contato são obrigatórios em qualquer currículo com ou sem experiência profissional.

Quando deixar um e-mail para contato, opte por um que contenha apesar seu nome e sobrenome, pois parecerá mais profissional;

  1. Objetivo profissional: defina com clareza e seriedade seu objetivo naquela empresa. A vaga almejada, crescimento profissional e aprendizagem, são exemplos dos objetivos a serem atingidos;
  2. Formação acadêmica e extracurricular: liste sua trajetória acadêmica e cursos profissionalizantes que você acredita que podem te tornar um profissional melhor e diferenciado;
  3. Idiomas: ter outra língua é um diferencial. Caso você possua conhecimento em qualquer língua estrangeira adicione no seu currículo essa informação, sem esquecer-se de acrescentar que nível de experiência você domina;
  4. Trabalhos voluntários ou empregos não registrados: ainda que você esteja sem uma experiência profissional registrada em carteira, trabalhos voluntários ou os conhecidos “bicos” também são informações relevantes caso você possua;
  5. Qualificações profissionais: você pode substituir as experiências profissionais por qualidades que você possua e saiba que pode contribuir para sua vida profissional. Por exemplo: ser pontual, proativo, ter boa comunicação, e etc;
  6. Informações complementares: disponibilidade de horário ou para mudanças, carteira de motorista ou certificações extras também podem fazer parte do seu currículo.

Conclusão

Não se esqueça de se atentar também à ortografia e formatação do seu currículo. Isso também fará parte da avaliação do contratante, afinal esse será seu primeiro contato com ele, e apresentar-se bem fará total diferença.

Em síntese o importante é sentir-se confiante. Você, como milhares de outras pessoas, estão passando por este momento de encontrar o primeiro emprego. As empresas compreendem que um currículo sem experiência também tem seu valor.

Se você está em busca do seu primeiro emprego conta pra gente nos comentários se este artigo te ajudou. Não esqueça de compartilhar nas redes sociais para ajudar outras pessoas também.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *